Atração

Ensino de ciências na América Latina precisa rever estratégias para atrair alunos, indica pesquisadora da Academia STEM/UEA

Um estudo realizado com 60 professores, sendo 80% deles de Física, de nove países da América Latina, mostrou que ainda existem grandes lacunas no processo de ensino aprendizagem com conhecimento científico no hemisfério sul. A pesquisa teve o objetivo de verificar como esses docentes utilizam habilidades para entender fenômenos a partir da observação (habilidades hipotéticas-dedutivas), nas salas de aula de ciências. Outra constatação é de que existe uma tendência de disciplinas como Física serem restringidas somente ao aprendizado de fórmulas, pela visão de estudantes, se novos métodos de ensino não forem instituídos.

O resultado foi evidenciado no artigo científico intitulado ‘Habilidade hipotética-dedutiva como perspectiva do conhecimento científico e a sua importância para trabalhar o Stem/Steam”, de autoria da doutora em Ciências Pedagógicas pela Universidade de Havana, Josefina Kalhil, atuante no Pilar Atração, um dos eixos do projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) Academia STEM da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em co-autoria com a mestranda em Ensino de Ciências, Girlany Pereira.

Como caminho para superação dessa problemática, as pesquisadoras Josefina e Girlany apresentam no artigo a abordagem denominada Steam (do inglês, Science, Technology, Engineer, Art, Mathematic), um modelo de educação que ressalta a Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática, onde se pretende o desenvolvimento de habilidades motoras, assim como de criatividade, colaboração, trabalho em equipe e pensamento crítico. Essa iniciativa contribui para um método de ensino e aprendizagem mais amplo, tal qual é aplicado em projetos de P&D como o Academia Stem, desenvolvido para alunos de engenharia da UEA, em Manaus.

Josefina explicou que não é apenas importante conhecer os conteúdos e ter um grande domínio teórico deles, para ensinar ciência. “É necessário habilidades que permitam ao aluno entender o fenômeno e levá-los de alguma forma para ver como os cientistas pensavam”, destacou.

Sobre o artigo

O trabalho foi publicado no E-book ‘Ensino e educação em diferentes contextos’, constituída por reflexões teórico-práticas de docentes, pós-graduandos, egressos do Programa de Pós-graduação em Formação Docente Interdisciplinar (Ppifor) da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), campus de Paranavaí e, também, por grupos de pesquisas oriundos de universidades brasileiras e europeias. O download do ebook pode ser feito de maneira gratuita pelo link: https://www.pimentacultural.com/livro/ensino-educacao. Nesse link, também é possível encontrar as plataformas nas quais a versão impressa está disponível para a compra.

Sobre o Academia Stem

É um projeto de Pesquisa & Desenvolvimento, realizado na UEA, que visa potencializar a formação e capacitação nas áreas da engenharia, ciência, matemática e tecnologia. O projeto Academia Stem é incentivado pela Samsung da Amazônia de acordo com a lei 8.837/91.

Sobre o Pilar Atração

O Pilar Atração é um dos eixos do projeto Academia STEM, voltado para o despertar do interesse dos estudantes a nível médio para as áreas STEM (ciência, engenharia, tecnologia, matemática) e desmistificando essas temáticas como de conhecimento inalcançáveis e, assim, atrair os estudantes para essa realidade, incentivando o empreendedorismo e o desenvolvimento de recursos humanos para a Amazônia.

Texto: Yasmim Tabosa
Edição: Cris Barboa